Recuperação da senha
Insira o seu e-mail cadastrado para receber instruções para recuperar o seu acesso.
×




Cadastre-se já na newsletter. Fique por dentro das notícias, cadastre-se agora na newsletter!

Matérias da Revista Ferroviária

Estudos ferroviários

  30/01/2020
person RF
person RF
Estudos ferroviários

A Revista Ferroviária publica pela segunda vez o estudo de mercado Consultoras, com o objetivo de levantar os principais projetos e estudos metroferroviários em andamento e/ou encerrados entre 2018 e 2019. Ao todo, 11 empresas participaram do levantamento: Future ATP, Falcão Bauer, Freight, Logit, SMZ, Sysfer, Systra, Poyry, Urbaniza, Egis e EPC.

Além de informar quais estudos estão na praça atualmente, as tabelas apontam os clientes dos setores público e privado de cada empresa, sua área de atuação e os principais trabalhos realizados internacionalmente pelas consultoras.

A Future ATP, por exemplo, tem projetos de engenharia envolvendo a análise e consolidação do sistema de sinalização da Linha 5-Lilás do Metrô de São Paulo, hoje operado pela ViaMobilidade, e que já conta com o CBTC. A consultora também tem projetos junto à CPTM (linhas 13-Jade e 9-Esmeralda). A Falcão Bauer não tem estudos metroferroviários em andamento atualmente, mas entre 2018 e 2019, concluiu trabalhos para o Metrô de Salvador.

A Freight atua na área de gestão para a reconstrução de vagões plataforma para locação e tem projetos no Porto de Santos. A Logit apresenta em seu portfólio estudos de demanda para o Trem Intercidades, projeto do governo de São Paulo que prevê interligar São Paulo, Campinas e Americana. A SMZ tem projetos com a CPTM e também é responsável pelos estudos para a certificação da segurança dos sistemas operacionais do VLT Carioca.

A Systra tem projetos no Metrô de Belo Horizonte e fora do Brasil atua no Metrô de Santiago, no Chile, e no Metrô de Panamá. A Sysfer está trabalhando, entre outros, nos estudos de viabilidade técnica, econômica e ambiental para a implantação de trem de passageiros e turísticos entre Belo Horizonte e Brumadinho (MG) e no levantamento e mapeamento georeferenciado das invasões de faixa de domínio na malha da MRS. A auditoria da concessão das linhas 5-Lilás e 17-Ouro do Metrô de São Paulo está sob responsabilidade da Poyry. A Egis e a Urbaniza têm alguns projetos no segmento de cargas. A EPC trabalha nos estudos para a implantação do Tramo III do Metrô de Salvador, cuja ordem de serviço foi assinada em dezembro de 2019.

Clique Aqui para ver a tabela completa das consultoras.

*Reportagem publicada na edição de Novembro/Dezembro 2019 da Revista Ferroviária.