Recuperação da senha
Insira o seu e-mail cadastrado para receber instruções para recuperar o seu acesso.
×




Cadastre-se já na newsletter. Fique por dentro das notícias, cadastre-se agora na newsletter!

Matérias da Revista Ferroviária

O que o mercado pode esperar da Ferrovia Norte-Sul?

  04/07/2019
person Revista Ferroviária
person Revista Ferroviária
O que o mercado pode esperar da Ferrovia Norte-Sul?

O que o mercado pode esperar da Ferrovia Norte-Sul, cuja operação estará oficialmente nas mãos da Rumo Logística a partir do segundo semestre deste ano? Empresas de infraestrutura e superestrutura ferroviárias e aquelas especializadas em sistemas de comunicação poderão ser as mais demandadas no curto prazo. Para a operação plena do trecho de Porto Nacional (TO) a Estrela D'Oeste (SP), de 1.537 km, a futura concessionária vai precisar instalar sistema de sinalização e controle de via; concluir trechos do Tramo Sul; e implementar do zero pelo menos um terminal de armazenamento, carga e descarga; um pátio de recepção de trens, um posto de abastecimento de locomotivas e uma oficina de manutenção de vagões e locomotivas.

A Rumo terá que desembolsar R$ 2,72 bilhões na ferrovia ao longo do período de concessão (30 anos), de acordo com o Caderno de Obrigações do edital. Desde total, quase R$ 2 bilhões estão previstos para a compra de 3.379 vagões e 99 locomotivas - esses foram os números mínimos estipulados até o fim do prazo do contrato. Levando em consideração a demanda estimada no primeiro ano de operação, de 1,7 milhão de toneladas, especialistas consultados pela reportagem acreditam que não haverá encomendas relevantes de material rodante no curto prazo. À medida que a movimentação for crescendo, naturalmente os pedidos vão começar a acontecer de forma mais significativa para a indústria.

Cadastre-se aqui e veja a matéria de capa completa da última edição (Maio-Junho) no menu Publicações/Edições da Revista

Caso tenha esquecido login e senha, entre em contato através do e-mail:

daniel.moreira@revistaferroviaria.com.br

Se não for assinante, faça sua assinatura aqui