Login

 Cadastre-se
 
Siga a RF

 Notícias da Revista Ferroviária



« Voltar
   

Governo da Bahia lança edital para
construção de duas estações do Metrô
de Salvador

12/11/2018 - Revista Ferroviária

Clique para ampliar

O governo do estado da Bahia, por meio da Companhia de Transportes da Bahia (CTB), publicou no Diário Oficial do Estado (DOE), no último sábado (10), o aviso de licitação para a extensão da Linha 1 do metrô de Salvador até a região de Cajazeiras/Águas Claras, através do chamado Tramo 3.

O trecho a ser licitado parte de Pirajá, tem cerca de cinco quilômetros e prevê a construção de duas estações: Campinas, localizada nas imediações de Campinas de Pirajá e da Brasilgás; e Águas Claras/Cajazeiras. Também estão previstas obras de melhorias nas adjacências. O edital para participação na licitação estará disponível no site da CTB a partir de amanhã (13), na sede do órgão. A previsão é que o vencedor da licitação seja conhecido no dia 14 de dezembro, em sessão pública realizada na CTB.

O Metrô de Salvador é operado pela CCR Metrô Bahia, que foi responsável, por meio de uma PPP com o governo do estado, pela construção das linhas 1 e 2 do sistema. Porém, pelo contrato, a construção das duas estações (Campinas e Águas Claras/Cajazeiro) é de responsabilidade direta apenas do governo estadual. A fase final do projeto, de implantação dos sistemas operacionais, ficará a cargo da concessionária.

“É mais uma etapa do plano de mobilidade que o estado da Bahia tem para a região metropolitana de Salvador”, disse o presidente da CTB, Eduardo Copello. Trata-se, completa ele, de uma iniciativa já prevista que vai ampliar o atendimento de uma região “bastante populosa” [a estimativa é que sejam beneficiadas entre 500 e 600 mil pessoas]. 

As obras, com duração prevista de 30 meses, serão financiadas pelo programa Pró-Transporte FGTS, da Caixa Econômica Federal/ Ministério das Cidades, e também por meio de uma contrapartida do estado. “O Pró-Transporte é um contrato de financiamento direto, realizado em 2016, no valor de R$ 737 milhões que ainda está vigente. A contrapartida é no valor de R$ 49,6 milhões”, diz Copello. 

Composto por duas linhas e com extensão de quase 33 quilômetros, o sistema metroviário de Salvador e Lauro de Freitas (esta estação está no papel ainda) transporta diariamente 350 mil passageiros. Com as extensões do Tramo 3 da Linha 1 e o Tramo 2 da Linha 2, do Aeroporto até Lauro de Freitas, o sistema chegará a 42 quilômetros. O metrô baiano é o terceiro em extensão no país (atrás de São Paulo e do Rio de Janeiro). 



Para comentar ou arquivar notícia faça seu login no topo da página.


« Voltar


Receba nossa newsletter

 Notícias Relacionadas
Mudança de nome de estações custa R$ 1 milhão ao Metrô de São Paulo e quase R$ 900 mil à CPTM
Governo Bolsonaro vai privilegiar concessões para expandir infraestrutura
Governo rescinde contrato com a Move São Paulo



Quem somos  |  Fale Conosco  |  Links  |  Galeria de Fotos  |  Memória Ferroviária  |  Mapa do site
Sistema de gerenciamento de conteúdo
São Paulo, terça-feira, 18 de dezembro de 2018
Todos os direitos reservados - © Revista Ferroviária