Login

 Cadastre-se
 
Siga a RF

 Notícias da Imprensa



« Voltar
   

Crise atrasa obras do VLT e do Metrô em Fortaleza

17/06/2017 - Diário do Transporte

A crise econômica está provocando atraso em obras governamentais, fato que pode ser visto em todo o país. Apesar desse tipo de obra tradicionalmente andar a passos de cágado (basta ver as obras do metrô de São Paulo) mesmo em condições econômicas normais, a falta de dinheiro nos cofres públicos tem piorado o cenário desde que a recessão bateu forte no país.

Um exemplo é o Veículo Leve sobre Trilhos de Fortaleza (VLT Parangaba-Mucuripe), que teve seu início em 2012, com previsão de término para 2014, e ainda está em fase de obras. O mesmo ocorre com as obras da Linha Leste do Metrô de Fortaleza (Metrofor), que estão paralisadas desde 2015.

No caso da Linha Leste do Metrô o governo estadual, responsável pelas obras, espera a liberação de R$ 2 bilhões para retomar o trecho: R$ 1 bilhão do Ministério das Cidades e R$ 1 bilhão do BNDES.

Já as obras do VLT, que deveriam ter ficado prontas para a Copa de 2014, uma série de percalços tem atrapalhado a conclusão. Com os serviços suspensos em maio de 2014, motivado pela quebra de contrato com o consórcio CPE-VLT, a obra só foi retomada mais de um ano depois, em julho de 2015.

 

OBRA DA LINHA LESTE DO METRÔ DE FORTALEZA AGUARDA LIBERAÇÃO DE R$ 2 BILHÕES:

 

As obras da Linha Leste do Metrô de Fortaleza (Metrofor) tiveram início em novembro de 2013. Paralisadas no início de 2015, o governo do estado do Ceará aguarda verbas garantidas pelo Governo Federal para a conclusão do trecho.

Ainda esperando a liberação de R$ 2 bilhões, o governador do Ceará, Camilo Santana, está a um passo de perder a paciência. Ele disse há poucos dias que, caso o impasse com os organismos do Governo Federal não seja resolvido através do diálogo, ele poderá entrar na Justiça para garantir os recursos para a Linha Leste do Metrofor. O governador afirma ter todos os documentos que mostram a autorização para a obra, provenientes dos organismos do Governo Federal – Ministério das Cidades e BNDES.

Inicialmente a expectativa era que parte da Linha Leste do Metrofor fosse entregue em 2014. Agora, a nova data de conclusão prevista saltou para 2019.

 

TRECHO 2 DO VLT DEVE ENTRAR EM OPERAÇÃO ASSISTIDA ATÉ O FIM DE JUNHO:

 

A Secretaria da Infraestrutura do Ceará (Seinfra) é a responsável pela implantação do VLT Parangaba-Mucuripe. A obra, dividida em três trechos, está em andamento, e alcançou 65% do previsto. Mas a obra avançou lentamente em sete meses, já que em novembro de 2016 o percentual de execução era de 60%.

Dos três trechos do VLT, o primeiro a entrar em operação é o trecho 2, já com 95% de execução. Entre as estações Borges de Melo e Parangaba, o trecho 2 está em operação experimental (sem passageiros) desde setembro de 2016, com previsão de entrar em operação assistida até o fim deste mês. Nesta fase assistida o sistema vai operar com passageiros, em horários reduzidos e com embarque gratuito.

O trecho 1 contempla a construção da passagem inferior da Avenida Borges de Melo. Este trecho atingiu 60% da execução, e tem previsão de ser entregue ainda em setembro deste ano. O trecho 3, no percurso entre as estações Iate e Borges de Melo, tem expectativa de entrega em 2018.

Quando pronto, o modal terá 13,4 quilômetros de extensão, dos quais 12 quilômetros em superfície e 1,4 em trechos elevados. O VLT de Fortaleza atravessará 22 bairros onde moram mais de 500 mil pessoas.

Os serviços nos três trechos são executados pelo Consórcio VLT Fortaleza, que reúne as empresas AZVI S/A do Brasil e Construtora e Incorporadora Squadro Ltda. O valor total da obra do VLT é estimado em R$ 284,6 milhões.



Para comentar ou arquivar notícia faça seu login no topo da página.


« Voltar


Receba nossa newsletter

 Notícias Relacionadas
BNDES deve liberar recurso para obra da Linha Leste até março
BNDES vai dobrar crédito, diz Rabello
Trens, trilhos e outros equipamentos do VLT de Cuiabá ficarão com o Estado



Quem somos  |  Fale Conosco  |  Links  |  Galeria de Fotos  |  Memória Ferroviária  |  Mapa do site
Sistema de gerenciamento de conteúdo
São Paulo, terça-feira, 12 de dezembro de 2017
Todos os direitos reservados - © Revista Ferroviária