Siga a RF

 Notícias da Revista Ferroviária



« Voltar
   

Senai busca parceiros para escola metroferroviária

09/10/2013

O Senai São Paulo está formando parcerias com empresas ferroviárias para a estruturação da grade curricular da Escola Metroferroviária que está montando.  Durante o Painel Ferroviário do Congresso SAE Brasil, nesta terça-feira (09/10), em São Paulo, o diretor técnico do Senai, Ricardo Figueiredo Terra, explicou que é necessário ter uma escola voltada para o setor ferroviário  com o objetivo de fazer pesquisa aplicada no setor. 

Segundo Terra, a instituição de aprendizagem industrial busca parcerias com empresas nacionais e internacionais para montar uma boa estrutura para atender o setor.   A alemã Deutsche Bahn (DB) é uma das empresas que definiu sua cooperação com o projeto e ajudará na estruturação dos cursos e da grade curricular da escola especializada em ferrovias.  O diretor do Senai explicou que a DB foi uma das empresas escolhidas por ser uma grande operadora, com estrutura de manutenção e serviços, e por ter um centro de eficiência logística para treinamentos.  E que a operadora alemã qualifica 600 mil pessoas/ano no mundo, somente no eixo metroferroviário.

A ideia do Senai é ter a experiência das grandes empresas na formação de técnicos. Outras empresas do setor ferroviário, como a Alstom e Bombardier, estão sendo procuradas para participar do projeto. “Vamos precisar de um corpo técnico expressivo”, destacou o diretor do Senai.   Terra explicou ainda que o objetivo da escola é resgatar a cultura ferroviária; reestruturar e modernizar a oferta disponível; criar laboratórios especializados; proporcionar desenvolvimento de novos produtos e buscar tecnologias modernas.

A Escola Metroferroviária do Senai foi lançada em agosto de 2012 pelo presidente da Fiesp, Paulo Skaf. Serão investidos R$ 60 milhões nas obras e compra de equipamentos para a nova escola, que funcionará em uma área de 20 mil metros quadrados e terá pátio de manobras e testes.  O Senai ainda não divulgou o local onde a unidade será implantada, mas cogita-se a possibilidade da unidade ser instalada em Hortolândia, cidade do interior de São Paulo que concentra empresas do setor metroferroviário.

Mesmo sem o local de instalação ter sido anunciado, o diretor técnico do Senai disse que a obra da escola deve começar no início de 2014 e ser inaugurada até o final de 2015.  Terra explicou ainda que mesmo sem uma unidade especifica ferrovias, o Senai desenvolve cursos em parcerias com as empresas do setor. Ele cita como exemplo o curso de aprendizagem industrial que está sendo desenvolvido com a ALL em Araraquara (SP) e com a MRS em São Paulo.  Em junho deste ano, a MRS e o Senai inauguraram o Centro Ferroviário do Senai de Barra do Piraí (RJ), que oferecerá cursos especializados do setor para empresas e público em geral.




« Voltar


Receba nossa newsletter


Sistema de gerenciamento de conteúdo
São Paulo, quarta-feira, 30 de julho de 2014
Todos os direitos reservados - © Revista Ferroviária