Recuperação da senha
Insira o seu e-mail cadastrado para receber instruções para recuperar o seu acesso.
×




Cadastre-se já na newsletter. Fique por dentro das notícias, cadastre-se agora na newsletter!
Últimas Notícias

Metrô de Teresina volta a funcionar com capacidade reduzida após oito meses suspenso

  26/11/2020
person G1
person G1
Metrô de Teresina volta a funcionar com capacidade reduzida após oito meses suspenso Velocidade do VLT de Teresina continuará reduzida até reforma da linha férrea. - Foto: Lorena Linhares/G1

O metrô de Teresina voltou a funcionar nesta quarta-feira (25) após oito meses parado por conta da pandemia do coronavírus. O metrô volta a operar com capacidade reduzida. Um Veículo Leve sob Trilhos está circulando, no horário de 6h50 às 18h30, com passagens a R$ 1.

A capacidade de cada VLT por viagem é de 600 pessoas, mas essa capacidade será reduzida em 50%, ainda por conta das medidas de distanciamento social, e em obediência ao protocolo de segurança. Serão feitas vinte viagens por dia, assim como antes da pandemia, mas o horário de funcionamento foi reduzido (antes da pandemia, o metro funcionada de 5h50 às 19h30).

Os bancos nos metros e estações foram sinalizados, para que os passageiros possam manter o distanciamento. Só será permitida a entrada de passageiros com máscaras.

No percurso vão funcionar as estações Centro, Frei Serafim, Boa Esperança, Renascença e Terminal do Dirceu. As demais estações da capital ainda devem ser recuperadas. Segundo a diretora da CMPT, Josiane Campelo, a Companhia deu prioridade à recuperação das cinco estações com maior fluxo de passageiros. O metrô de Teresina é usando principalmente pela população da Zona Sudeste de Teresina.

Segundo a Companhia Metropolitana de Teresina (CMTP), as estações que apresentaram problemas foram recuperadas, e os VLTs passaram por manutenção. Agentes da companhia devem fiscalizar os metros e estações, para garantir que as normas de protocolo de segurança sejam obedecidas.

Decretos no Piauí de isolamento social

Para evitar a contaminação pelo vírus, o isolamento social e medidas emergenciais foram determinadas por meio de decretos do governo do estado e das prefeituras, como na capital piauiense, para que a população fique em casa e evite ao máximo ir às ruas.

O uso de máscaras em locais públicos tornou-se obrigatório em todo o estado. Policiais fazem abordagens nas fronteiras do estado a ônibus e veículos particulares. Os decretos preveem que quem descumprir as regras pode ser penalizado com multa ou até prisão.

Prevenção, contágio e sintomas

Lavar as mãos de forma correta (veja vídeo), uso de álcool em gel, sempre usar máscaras, evitar contato pessoal e aglomerações de pessoas são algumas das orientações para evitar o contágio da doença.

É importante também ficar atento quanto aos principais sintomas (tosse seca, congestão nasal, dores no corpo, diarreia, inflamação na garganta e, nos casos mais graves, febre acima de 37° C e dificuldade para respirar). Um guia ilustrado preparado pelo G1 ajuda a tirar dúvidas.

Fonte: https://g1.globo.com/pi/piaui/noticia/2020/11/25/metro-...