Recuperação da senha
Insira o seu e-mail cadastrado para receber instruções para recuperar o seu acesso.
×




Cadastre-se já na newsletter. Fique por dentro das notícias, cadastre-se agora na newsletter!
Últimas Notícias

Crescimento do volume

  18/11/2019
person
person
Crescimento do volume Vista aérea do Terminal de Fertilizantes de Rondonópolis (MT). Foto: Divulgação/JM Link

O Terminal de Fertilizantes de Rondonópolis (MT), inaugurado em maio de 2018, deve fechar 2019 com a movimentação de 1,8 milhão de toneladas do produto. No ano passado (de maio a dezembro), esse número ficou em 700 mil toneladas. No ano que vem, a expectativa é que chegue a 2,5 milhões de toneladas.

O projeto de construção do terminal, que está sendo ampliado por etapas, veio através de uma parceria entre a JM Link e a Rumo, num total de R$ 260 milhões em investimentos. Os vagões que transportavam grãos de Mato Grosso até Santos, agora retornam a Rondonópolis com fertilizantes. O Mato Grosso, maior produtor de grãos do país, não por acaso responde por cerca de 20% do consumo de fertilizantes no Brasil (6,8 milhões de toneladas/ano). Podendo chegar a 7,5 milhões nos próximos anos, acredita o diretor-geral da JM Link, José Romeu dos Santos Junior. O terminal foi pensado 50 anos à frente, já prevendo o aumento desse consumo na região.

No projeto, a Rumo ficou responsável pela construção (já finalizada) de duas linhas ferroviárias que descarregam oito vagões ao mesmo tempo, uma moega e duas correias transportadoras de 1.500 toneladas/ hora cada. Pela parte da JM Link, a cargo da armazenagem estática do terminal, as obras estão sendo feitas de acordo com a demanda - atualmente a capacidade é de 134 mil toneladas. Em 2020, a expectativa é atingir 200 mil toneladas (última fase do projeto).